Sexta-Feira, 17 de setembro de 2021

Falta de rodoviária aflige moradores de Linhares e visitantes

Publicado em 27/07/2021. http://jornalterral.com.br/t-1EA

Linhares vai completar 221 anos no próximo mês com muitas coisas para comemorar e outras para lamentar. Uma das reclamações se refere à falta de uma rodoviária, problema que aflige moradores e visitantes e há tempos desafia a administração pública – e por extensão a iniciativa privada.

Alguns bares do centro da cidade servem de ponto de apoio para algumas viações e a agência da Águia Branca é chamada erroneamente de “rodoviária”. A situação é desconfortável para todos, especialmente para os passageiros, que reclamam com frequência do desconforto e das condições precárias a que são submetidos.

A falta da rodoviária serve ainda de argumento para pessoas contestarem aqueles que querem vender o município como “um paraíso”. Afinal, como afirmar que “Linhares é uma potência” se não consegue ao menos ofertar um serviço/equipamento básico para os moradores e visitantes?

A segunda emancipação político-administrativa de Linhares ocorreu em 31 de dezembro de 1943, com a posse de Roberto Calmon, que assumiu o cargo de prefeito em 1º de janeiro de 1944. A partir daí a prefeitura foi comandada por 21 pessoas.

Alguns mais de uma vez, como é o caso do prefeito Guerino Zanon, que exerce atualmente o quinto mandato – foi eleito em 1996, 2000, 2008, 2016 e 2020. Além de Roberto Calmon e Guerino Zanon, assumiram como prefeito: Humberto Calmon Neves Fernandes, Miguel Gusman Júnior, Anário Marreiro de Araújo e Manoel Salustiano de Souza.

Joaquim Calmon, José de Caldas Brito, Emir de Macedo Gomes, Armando Barbosa Quitiba, Antonio Edson de Azevedo Lima, Antenor Elias, Senatilho Perin, José Rodrigues Maciel, Antonio Muniz dos Reis, Hélio Leal, Luiz Cândido Durão, Waldemar Zardo, Samuel Batista Cruz, José Carlos Elias e Jair (Nozinho) Corrêa.

Daniel Porto – TERRAL

A agência da Águia Branca é chamada erroneamente de “rodoviária” em Linhares

 

Município é referência e possui diversos atrativos, mas obra não sai do papel

Arquivo TERRAL

Linhares ocupa uma posição importante na economia capixaba

Linhares é uma das principais cidades do Espírito Santo, ocupa uma área de 3.496 quilômetros quadrados e possui cerca de 175 mil habitantes, conforme estimativa do IBGE. Além disso, ocupa uma posição importante na economia capixaba.

Destaca-se na agropecuária – diversificada e moderna. É um grande produtor de leite e o maior produtor de cacau do Espírito Santo. Também produz bastante mamão, cana de açúcar, laranja, maracujá, café, pimenta do reino, banana, coco e outras culturas.

É forte na indústria de móveis, sendo o maior polo moveleiro do Estado e um dos mais estruturados do Brasil. Possui a maior área territorial do Espírito Santo e detém reservas de granito, petróleo e gás natural.

É um dos mais importantes polos de desenvolvimento do Estado e reúne bancos, comércio, indústria e faculdades, além de se destacar no setor de prestação de serviços e em outros segmentos.

A partir de 1998, com a sua inclusão na área de influência da Sudene (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste), vários projetos para instalação de indústrias foram viabilizados. Com isso, segmentos econômicos do município se estruturaram, atraindo novos empreendimentos para a região.

O folclore tem sua maior expressão em Regência e Povoação, por meio de grupos de congo. Na música, bandas e cantores se apresentam em clubes, bares e restaurantes, enquanto escritores e artistas plásticos promovem exposições no município e em outras cidades.

Linhares possui também muitos recantos propícios ao lazer, à pesca e aos esportes náuticos. Um de seus principais cartões postais é a lagoa Juparanã, que tem 38 quilômetros de extensão e contornos lindos. A lagoa conta com praias límpidas e pôr do sol de beleza poética,

Tem ainda a lagoa Nova, a Ilha do Imperador, as praias de Pontal do Ipiranga, Povoação, Regência, Degredo, Barra Seca e Urussuquara, a Reserva Natural Vale, a Praça 22 de Agosto, a Igrejinha Velha, o Projeto Tamar (em Regência) e a Cachoeira De Angeli, situada no distrito de São Rafael.

Além do aniversário do município, comemorado no dia 22 de agosto, Linhares conta com outros eventos expressivos, como a Festa da Padroeira da cidade, Nossa Senhora da Conceição, em 8 de Dezembro; e o Torneio do Trabalhador, cuja final é disputada no dia 1º de Maio.

Tem ainda a Festa em homenagem ao herói Caboclo Bernardo, que ocorre no dia 5 de junho, em Regência, e outros eventos que são promovidos durante o ano, na sede, no interior e no litoral. A história, o artesanato, a cultura e a gastronomia também são pontos fortes do município.

Linhares possui diversas riquezas, atrativos e motivos que chamam a atenção de turistas e visitantes. Mesmo assim, a administração pública não consegue viabilizar uma rodoviária que possa recebê-los de forma adequada.

Fundado em 29/11/1990, o Terral possui circulação impressa e estende sua atuação para o ambiente online. Acompanhe-nos por meio das redes sociais e compartilhe as matérias.
EXPEDIENTE

Diretor
Daniel Porto

Jornalista Responsável
Daniel Porto - MTE Nº 3.802/ES

Assessoria Jurídica
Dra. Alciene Maria Rosa

Edição do Impresso
D. Porto Editora - ME

Desenvolvimento
Saulo Porto

Gestor de Conteúdo
Iorran M. Porto - MTE Nº 4.149/ES

CONTATO

Rua João Calmon, 880 Centro, Linhares - ES


(27) 3151 6247 / 99857 9813 contato@jornalterral.com.br



© 2019. Todos os direitos reservados.